quarta-feira, 15 de novembro de 2006

Pirilampos


Que sorte Sentir!
Que sorte sentir coisas bonitas com tanta força!
Mesmo que as coisas menos bonitas doam mais...

Que sorte Amar!
Que sorte amar tanto e saber mostrar que amo!
Até mesmo àqueles que amo e que me magoam...

Que sorte Sorrir!
Que sorte sorrir com tanta vontade!
Até mesmo quando as lágrimas por vezes escorregam...

Que sorte Ver!
Que sorte ver tudo com tanta intensidade!
Mesmo quando há coisas que cegam demais...

Que sorte Viver!
Que sorte viver num turbilhão de emoções!
Sentir, Amar, sorrir, ver...

A todos os pirilampos que irradiam luz, que me guiam e que me fazem ver todos os dias a sorte que tenho... muitos pirilampos de luz desta lua que vos ama!

Imagem: The Princess In The Field by
Valhen

1 comentário:

  1. Um beijo de um pirilampo que teve a sorte de te encontrar no caminho...

    ResponderEliminar