terça-feira, 3 de julho de 2007

Lufada de ar fresco

E eis que, no final de um dia particularmente, como dizer, tristonho... surge uma luvada de ar fresco que me arranca sorrisos atrás de sorrisos. Nõa foi nenhum acontecimento bombástico, foi bem mais terno que isso. Durante meia hora estive a ler um email e a respondê-lo sempre com um sorrisso limpo nos lábios.

O quê? Uma crónica de viagem, de uma amiga de infância que foi na passada semana viver para o Brasil. Há gente assim... que saca de nós um sorriso só pelo facto que existirem. Que sorte que tenho por ter tantas pessoas assim na minha vida.

Este post existe pelo orgulho que tenho nas minhas 3 manas emprestadas que me acompanham desde o meu ano 1 e para a mãe coragem fantástica que as ajudou a ser o que são hoje... LINDAS.

3 comentários:

  1. E desse amor nasceu este post lindo. Parabéns!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tao querida "mana 4"!!! Como tu dizes... há pequenas coisas que nos fazem ver o Sol mesmo que ele nao brilhe (aqui em barcelona que nao para de chover :( e tu tb acabeste de dar um brilho especial a este dia... obrigada em nome das 4 (incluindo mami) pelas tuas palavras sempre tao queridas!Um beijinho enorme da PULGA para ti e outro ENORME a essa coisinha linda que tb é uma sortuda de te ter como mae!!!

    ResponderEliminar
  3. a "mana" brasuca16 de julho de 2007 às 15:45

    Oh xente... nao falta muito para estar com uma lagrima no canto do olho!! Deste lado do Atlantico, a saudade ganha um sentido ainda maior e tudo o que vivi ate este momento surge em cada esquina, em cada gesto, em cada palavra! Sem duvida alguma que fazes parte da familia e sempre faras! E nao ha maior alegria que partilharmos esta nossa viagem pela vida... da-lhe um sabor tao melhor :-) Obrigada por tudo, mana !!

    ResponderEliminar